Nélio Bizzo Arquivos » A Radicalidade da primeira edição do Origem das Espécies

12

seg

A Radicalidade da primeira edição do Origem das Espécies

Categoria: Blog

A Radicalidade da primeira edição do Origem das Espécies

Neste “Dia de Darwin 2018″, em pleno carnaval, não se pode deixar a folia obscurecer a importância da efeméride. Uma série de palestras ao longo de 2018 discutirá a profunda mudança na maneira de conceber a diversidade biológica introduzida pela obra mais conhecida e influente de Charles Darwin, “A Origem das Espécies”.

A pré-estreia da série foi programada para o dia 22 de Fevereiro, em uma das palestras do “Darwin Day 2018″ no Museu de Zoologia da USP, às 15h (entrada franca). Essa primeira palestra apresenta a questão da maneira como o escravagismo em formigas foi descoberto, apresentado à sociedade do tempo de Darwin e como ele a discutiu em seu livro, combinando suas concepções políticas e morais com a concepção evolutiva que apresentava ao mundo.

 

Radical_MZ_0

 

A estreia oficial da série foi planejada para ocorrer no II Encontro Alagoano de Evolução,  em Maceió (Alagoas), entre 7 e 9 de março, no Museu de História Natural da UFAL. Nessa oportunidade a palestra incluiu não apenas a questão da escravidão, mas também outros aspectos da radicalidade da primeira edição dessa obra que mudou nossa forma de conceber a diversidade biológica. A discussão abordou aspectos da grandeza de sua visão de mundo, mas também alguns dos compromissos,conscientes e outros, talvez, inconscientes, de sua abordagem radical.
IMG-4751a
No dia 13 de Março voltou a discussão da questão do escravagismo e dos comportamentos supostamente naturais na primeira edição do Origem das Espécies. Desta vez, com estudantes do curso de diversas licenciaturas no Instituto Federal de São Paulo.

Apresentacao_1st_slave_v1a

Em 19 de Abril foi a vez da apresentação no “Darwin Day” organizado pelos alunos do Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu, quando participei de uma mesa redonda com os profs. Fabrício Santos (UFMG) e Fábio de Melo Sene (USP/RP), duas pessoas que muito admiro e com quem sempre tenho o que aprender.

DDay_Bot_1 Fábio Sene contou a história de quando conheceu um aluno tímido, ainda com 17 anos, que convidou para fazer estágio com drosófilas… Pois foi assim que conheci um cientista que tinha acabado de fazer post-doc no lugar mais excitante para estudar essas moscas: o Hawai! Ele seria meu orientador de iniciação científica por quatro anos, e de mestrado, logo em seguida! Anos depois, ele estaria em minha banca de doutorado, quando eu retornava da Inglaterra cheio de histórias sobre Darwin e o ensino de evolução. Foi um evento memorável!
DDay_Bot_2
Em maio foi o momento de participar de eventos fora do país, com momentos de grande aprendizado, encontrando meus ídolos intelectuais, como Jonathan Hodge, James Moore e Gregory Radick, em uma “Leeds Darwiniana” com uma programação sensacional. James Moore foi o keynote, apresentando em primeira mão seu próximo livro, com dados surpreendentes sobre Alfred Russel Wallace! Visitar o lugar onde fiz meu Post-Doc foi emocionante!

Sem título

 

Foram dias muito produtivos, que incluiu uma visita a Ilkley, com os principais autores de minha bibliografia! James Moore veio de Cambridge, Jon Hodge não mora longe e Greg Radick nos recebeu em sua casa, em Ilkley! Visitamos o lugar no qual Darwin passou algumas semanas, e revisou a primeira edição do Origem das Espécies. O lugar ganhou uma placa alusiva à tarefa, e Greg Radick e Mike Dixon escreveram um livro (“Darwin in Ilkley”, 2009) para contar o que ele fez entre 4 de Outubro e 7 de Dezembro de 1859, ansioso pela publicação de seu “abominável” livro.

IMG_1283

(na falta de tripé, nos revezamos como fotógrafos, entre meus herois intelectuais…)

IMG_1285

 

A viagem foi longa pois incluiu participação em um congresso sobre Darwinismo, mas Ilhas Canárias, com grandes autoridades ibéricas no tema. Além de apresentar meu trabalho, participei do lançamento de livro no qual nosso grupo de pesquisa tem dois capítulos!

Canarias_ft1

 

Sem esquecer do evento organizado pelo Sérgio Brandão & Ver Ciência, no Museu do Amanhã, que rendeu uma conversa muito animada!

AmanhaFt2

 

E no segundo semestre tem mais: palestras estão agendadas em São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul … Aguardem!

Mais Populares

Transposição Didática no ensino

Categoria: Escola

Transposição Didática no ensino

STJ mantém proibição de uso de AMIANTO

Categoria: Blog

STJ mantém proibição de uso de AMIANTO

Esse site é validado pela W3C, desenvolvido de acordo com os padrões de conteúdo e acessibilidade.